Pensamento Impermanente

Notas mentais de um ser em [des]construção

Seja bem-vinde!

 

Eu passei muito tempo em silêncio.
Dos lábios não saía som algum,
mas por dentro a mente gritava
e meu silêncio foi ficando
cada vez mais estridente.

Minha necessidade constante de agradar,
de querer ser aceita por todes,
e de dizer a coisa certa na hora certa
fez com que me afastasse das pessoas,
das relações sociais,
do confronto de ideias,
até, lentamente, me afastar de mim mesma.

E foi lendo poesia
que eu descobri a forma mais linda de me reconectar,
de fazer arte com a dor,
de brindar com a dúvida,
de não mais prender…
Mas soltar, deixar fluir,
me encontrar e me deixar ser encontrada.

A poesia me resgatou
e quero compartilhar meu renascimento com você;
Se quiser ficar, seja muito bem-vinde!

⇒  Clique aqui para ler minhas poesias

Se gostou, aproveite para seguir o blog!
Dessa forma você receberá uma notificação por e-mail sempre que um novo texto for postado. Até breve! 

 

*  *  *

Pensamento Impermanente surgiu da ideia de que nada é constante. A vida é fluida, traz novos aprendizados a cada dia. Os textos refletem meus momentos presentes, passados ou futuros; aprendizados adquiridos com as minhas experiências e também com experiências que observo por aí. Às vezes escrevo e guardo, e só depois de muito tempo me sinto pronta para publicar. Às vezes publico e releio, e já não sinto mais da mesma forma, já não vivo mais aquele momento… Assim é a impermanência: os sentimentos amadurecem, se transformam, encontram novos caminhos. Mas a impermanência vive em mim. E tudo que eu vivo e penso e sinto me constitui, me molda, me completa, me torna eu.

*  *  *

 

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora